polen
Nos ajude nessa causa DOE AGORA

Pesquisa

Criada com a missão de colaborar com o Programa Nacional de Combate ao Câncer, a Fundação não poderia deixar de ter a área de pesquisa com um dos seus focos de atenção. As pesquisas na área oncológica abrem caminho para a descoberta de novos marcadores biológicos para a detecção precoce, além de possibilitarem a individualização e a otimização da conduta terapêutica e o desenvolvimento de exames mais eficazes e de novos fármacos. As pesquisas contribuem ainda para o entendimento da complexidade da doença, bem como para melhorias no seu prognóstico.

Ao longo de mais de duas décadas, a Fundação firmou convênios com empresas e instituições de fomento para o desenvolvimento de projetos de pesquisas. Tem sido a grande incentivadora da área de pesquisa do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Entre as iniciativas importantes que apoiou, estão o Programa de Fomento Interno à Pesquisa (Profip) e a Rede Nacional de Pesquisa Clínica em Câncer, além de vários projetos que permitiram criar uma estrutura de pesquisa com tecnologia de ponta no Inca.  Também realizou convênios com instituições estrangeiras para financiamento em pesquisa no Brasil, como o NCI/USA e a Fundação Swiss Bridge.

A Fundação também apoia o Banco Nacional de Tumores e o Programa de Oncobiologia da UFRJ.

Banco de Tumores

A construção do BNT foi gerenciada pela Fundação do Câncer e teve sua infraestrutura desenvolvida em 2004 com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Fundação Swiss Bridge, entidade suíça sem fins lucrativos. Uma plataforma de bioinformática foi especialmente criada para organizar e armazenar os dados do BNT, que entrou em funcionamento em 2005.

Pesquisa Clínica

A Fundação viabiliza protocolos de pesquisas, fornece apoio administrativo-financeiro e gerencia verbas doadas para a realização de ensaios clínicos de novas modalidades terapêuticas e de estudos de epidemiologia, de ciência básica e de análise genômica da população brasileira para a avaliação de seu perfil.

Programa de Oncobiologia

Até o fim de 2014, a Fundação do Câncer investiu cerca de R$ 2,7 milhões no Programa de Oncobiologia. A maior parte dessa verba (R$ 1,5 milhão) foi aplicada em bolsas de auxílio a pesquisas. Entre os projetos já realizados está ainda a construção de um auditório utilizado para cursos, palestras e simpósios no Centro de Ciências da Saúde da UFRJ.

Atualmente, diversas atividades científicas também são realizadas pelo programa para estimular a cooperação e a troca de experiências entre pesquisadores internos e externos. Entre esses eventos tem destaque o Simpósio Anual de Oncobiolologia, único encontro científico regular da área de biologia do câncer no Rio de Janeiro. Em 2018, foi realizada a 12ª edição do evento, que contou com 100 trabalhos e 300 inscritos de vários estados brasileiros. Em 2018, o Programa realizou 16 encontros científicos e 15 cursos, voltados para a comunidade científica.