Programa de Educação Continuada em Radioterapia: conheça os novos módulos | Fundação do Câncer
DOE AQUI

Programa de Educação Continuada em Radioterapia: conheça os novos módulos

Notícias

COM AULAS EM POLOS DE DIFERENTES REGIÕES DO PAÍS, O PROGRAMA DE FORMAÇÃO
RECEBE PROFISSIONAIS DE VÁRIOS ESTADOS

O Programa Nacional de Educação Continuada em Radioterapia, desenvolvido pela Fundação do Câncer, em parceria com a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e o Instituto Nacional de Câncer (Inca), realizou neste mês mais um novo módulo sobre Cabeça e Pescoço para atender às regiões Centro-Oeste e Norte do país. O curso, com duração de 30 horas e conteúdos teórico e prático, foi realizado no Centro de Treinamento Varian, em Jundiaí (SP). Ao todo, foram inscritos 50 profissionais, entre médicos, físicos, técnicos de radioterapia e enfermeiros de 13 instituições de diversos estados do Brasil.

A ideia por trás do programa é formar equipes homogêneas e entrosadas e, desta forma, aprimorar o atendimento radioterápico em instituições nas cinco regiões do Brasil. “É a atuação coletiva que leva ao sucesso. Quando as transições e a divisão das atribuições não estão claras para as equipes, os resultados podem não ser os desejados”, diz o coordenador científico do programa, Professor Carlos Eduardo de Almeida.

Participantes da primeira fase do Programa, como Patricia Mineiro, médica rádio-oncologista que atua no Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém (PA), aderiram também ao segundo módulo como forma de adquirir mais conhecimento. “Essa atualização é fundamental para quem está no Norte do Brasil, como eu, e que tem menos oportunidades desse tipo. O fato dos módulos serem realizados em regiões geográficas estratégicas facilita o acesso e aumenta a adesão. É uma forma de democratizar o conhecimento”, opina.

O terceiro módulo, sobre tumores de mama e ginecológicos, foi realizado no Rio de Janeiro, de 24 a 27 de outubro, contemplando as regiões Sul e Sudeste. Focado em Urologia, o curso seguinte acontecerá  em Fortaleza (CE), de 31 de outubro a 3 de novembro, atendendo à região Nordeste. Até o início de 2019, será realizado outro módulo de Cabeça e Pescoço. A subdivisão por polos tem o objetivo de facilitar o acesso dos alunos e, assim, aprimorar a assistência em Radioterapia em todas as regiões do país, elevando a qualidade do tratamento em nível nacional.

Até hoje, o programa já formou e atualizou mais de 550 alunos de todas as regiões do país, entre mestres em Física Médica, técnicos em radioterapia, médicos radio-oncologistas e físicos médicos.

​Dra. Célia Viegas realiza abertura do módulo de tumores de mama e ginecológicos, no Rio de Janeiro

​Alunos de diversos Estados participam de mais um módulo de tumores de mama e ginecológicos