DOE AQUI

Novo alerta para doença de Hodgkin

Notícias

Nicole, personagem da atriz Marina Ruy Barbosa na novela Amor à Vida, da TV Globo, sofre de uma doença que atinge especialmente pessoas jovens: o Linfoma de Hodgkin (DH/LH). Trata-se de um tipo de câncer que pode envolver não apenas gânglios linfáticos, mas todo o sistema linfático.  Corresponde a cerca de 10% de todos os casos de Linfomas e em torno de 0,6% de todos as neoplasias malignas que são diagnosticadas anualmente. Em 2012/2013, segundo as estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA),  são previstos 2.870 casos novos da doença.

A maioria dos pacientes com Linfoma de Hodgkin é diagnosticada entre 15 e 30 anos, havendo um pico da doença também em adultos acima dos 55 anos. Em  80% dos casos, é curável, se diagnosticada em estágio inicial.

Em 70% dos pacientes, esse tipo de câncer se apresenta com um gânglio linfático aumentado, frequentemente no pescoço, mas sem sintomas chamados sistêmicos, como febre, emagrecimento, suores noturnos e coceira pelo corpo. Uma outra manifestação comum é o aparecimento de uma massa no tórax, visível em raio-X. O diagnóstico da doença é feito por meio de biópsia dos gânglios ou linfonodos.

“Mais de 75% dos novos casos são curáveis com radioterapia e/ou combinações de quimioterapia”, explica Celso Rotstein, oncologista clínico, representante da Fundação do Câncer. Depois do tratamento, é necessário fazer exames de acompanhamento, sendo a cada três meses no primeiro ano, e a cada quatro ou seis meses entre o segundo e  quinto ano após o fim do tratamento. Depois de cinco anos sem haver recaída, o paciente pode fazer exames de acompanhamento anualmente.