Higienizar as mãos para prevenir doenças | Fundação do Câncer
DOE AQUI

Higienizar as mãos para prevenir doenças

Notícias

 

 

Profissionais da Farmácia com a equipe da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Hospital Fundação do Câncer.

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu 5 de maio como Dia Mundial de Higiene das Mãos, para reforçar a importância da prevenção e controle de infecções na assistência aos pacientes. Com o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa),  a campanha Salve vidas: higienize suas Mãos terá como tema para este ano: “Está em suas mãos prevenir a sepse na assistência à saúde”.

A sepse é um evento adverso relacionado à assistência e que afeta mais de 30 milhões de pacientes, anualmente, em todo o mundo. A higiene das mãos é o principal procedimento para reduzir a transmissão de infecções e micro-organismos resistentes. No Hospital Fundação do Câncer, a data foi lembrada com uma ação envolvendo funcionários de todas as áreas, incluindo aqueles que não têm interação direta com o paciente, como o administrativo, sob a coordenação da infectologista Dra. Ana Senna.

A enfermeira Carla Coura percorreu todas as dependências da unidade esclarecendo quanto à diferença entre a higienização com água e sabão e com o álcool no formato espuma, o adotado pelo Hospital.

“Explicamos como decidir entre o uso da água e sabão, que é quando há sinais visíveis de sujidade nas mãos; ou quando é possível optar pelo álcool, em ocasiões onde não há sujidade visível. O álcool facilita a vida do profissional, diminuindo os momentos de deslocamento até a pia”, revela Carla Coura.

Durante a ação, também foram reforçados os cinco momentos para higienizar as mãos, preconizados pela Anvisa. São eles: antes do contato com o paciente; antes da realização de procedimento asséptico; após risco de exposição a fluidos corporais; após contato com o paciente e após contato com áreas próximas ao paciente. Essa rotina é para promover a proteção do paciente, do profissional e do ambiente de assistência à saúde.

 

O Dr. Maurício Camelo realizando os cinco movimento de higienização das mãos durante a campanha realizada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Hospital Fundação do Câncer.