Fundação do Câncer promove primeiro curso no mundo sobre novo protocolo internacional em Radioterapia | Fundação do Câncer
DOE AQUI

Fundação do Câncer promove primeiro curso no mundo sobre novo protocolo internacional em Radioterapia

Notícias

 

O recém-publicado Código de Prática TRS 483, da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA/AAPM), foi abordado, pela primeira vez no mundo, durante o 4º curso de atualização em física-médica, promovido pela Fundação do Câncer, em dezembro, no Rio de Janeiro.

Com o tema “Dosimetria de Campos Pequenos de Fótons”, o curso contou com a participação do atual presidente da Associação Latino-Americana de Física Médica (ALFIM) e um dos autores do novo protocolo, Rodolfo Languardia, o coordenador médico do serviço de radioterapia do Hospital Israelita Albert Einstein, Eduardo Weltman, e o coordenador científico do Programa Nacional de Formação em Radioterapia, Carlos Eduardo de Almeida.

De acordo com Languardia, o módulo foi realizado em um momento importante para os tratamentos no Brasil. “Cada vez mais estão sendo utilizadas técnicas de feixes pequenos para radiocirurgia, principalmente de tumores cerebrais benignos e malignos e outros tratamentos. Um percentual considerável de pacientes apresenta lesões pequenas, que podem ser tratadas desta forma. Então, a aplicação das novas recomendações internacionais para dosimetria vão propiciar maior exatidão e melhor administração de tratamento aos pacientes. O curso vai ajudar os físicos-médicos a atualizarem seus conceitos aplicados à radioterapia de acordo com o que há de mais recente no mundo”.

Até o momento, o Programa Nacional de Formação em Radioterapia da Fundação do Câncer teve a participação de 105 professores e formou mais de 700 profissionais de diversos estados do Brasil. Para o diretor-executivo da instituição, Luiz Augusto Maltoni, “é parte da missão da instituição formar e atualizar recursos humanos com o objetivo de atender a enorme demanda de pacientes do país”.