Campanha enfatiza diagnóstico precoce no combate ao câncer infantojuvenil | Fundação do Câncer
DOE AQUI

Campanha enfatiza diagnóstico precoce no combate ao câncer infantojuvenil

Notícias

ARY002015_B-BANNER_Câncer-Infantil-V2-

A Fundação do Câncer, o Instituto Desiderata e a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope) lançam uma campanha pelo Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, celebrado em 23 de novembro. A iniciativa inclui a veiculação de filme sobre a importância do diagnóstico precoce em crianças e adolescentes, além de ações nas redes sociais.

O filme será exibido nos intervalos da programação da Rede Globo, que apoia a iniciativa, e frisa que sintomas de doenças que não passam e ficam indo e voltando nas crianças são sinais de alerta, orientando os pais a procurar um médico.

O conteúdo do filme e a campanha para as redes sociais também ressalta a alta chance de cura quando o câncer é diagnosticado precocemente. Apesar de ser a primeira causa de morte por doença na faixa etária de 5 a 19 anos no Brasil, se diagnosticado em fase inicial, as chances de cura chegam a 80%.

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que 11.840 novos casos de câncer infantojuvenil serão registrados na população de 0 a 18 anos no ano que vem no Brasil. O Estado do Rio de Janeiro deve concentrar 10% do total, com 1.100 ocorrências em 2016.

A Fundação do Câncer, o Instituto Desiderata e a Sobope integram o grupo Unidos pela Cura formado por gestores do Sistema Único de Saúde (SUS), serviços especializados e organizações da sociedade civil, que acompanha de perto questões de diagnóstico, acesso e tratamento da doença no Rio de Janeiro. Um dos objetivos do grupo, iniciativa do Instituto Desiderata, é garantir o encaminhamento de crianças e adolescentes com suspeita de câncer em até 72 horas para investigação clínica, no local mais adequado para cada caso.

Para fortalecer as discussões e chamar atenção para o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, os hospitais que fazem parte do Unidos Pela Cura realizarão diversas atividades nesse período, tais como: lançamento de uma cartilha para pais e pacientes de crianças com câncer, eventos de discussão, encontro de cuidados paliativos, entre outros.

Além de atividades nos hospitais, o Instituto Desiderata e a Fundação do Câncer lançam a segunda edição do Panorama da Oncologia Pediátrica. O material é um esforço para consolidar informações sobre incidência e infraestrutura para o diagnóstico precoce, o pronto acesso e o tratamento adequado de crianças e jovens com câncer no Estado do Rio de Janeiro com o objetivo de acompanhar anualmente o cenário da oncologia pediátrica em nosso estado.

Saiba mais em: www.sobope.org.br